Home
ATIVIDADES

TRABALHANDO EM REDE E POSSIBILITANDO REINSERÇÃO SOCIAL

                  É fato que a criminalidade e a violência vêm crescendo cada vez mais ao nosso lado. Contudo, é necessário atentar que, ao mesmo tempo, a falta de oportunidade de trabalho e as dificuldades de ingresso na comunidade, pelo alto índice de preconceito e exclusão dispensados ao preso, facilitam, por sua vez, a reincidência do mesmo no crime. Instala-se, assim, um círculo vicioso, de forma que o egresso do sistema prisional não consegue se reinserir socialmente, sendo o retorno ao crime uma alternativa.
                  Na atuação e experiências vivenciadas no Conselho da Comunidade da Comarca de Ituporanga e no atendimento realizado pelas psicólogas aos reeducandos internos da Unidade Prisional Avançada de Ituporanga, o cenário acima exposto foi constatado, sendo que era possível notar alto índice de reincidência no crime. Este problema era intensamente vivenciado nos Municípios que compreendem a Comarca de Ituporanga, já que a Unidade Prisional Avançada – UPA é a única unidade prisional que atende à Comarca.
                  O Conselho da Comunidade da Comarca de Ituporanga como representante da comunidade na política de execução penal, tem como objetivo assegurar os direitos dos apenados e promover a reinserção social dos mesmos. Por meio da parceria entre o Poder Judiciário, Unidade Prisional Avançada e Conselho da Comunidade da Comarca de Ituporanga, todos os reeducandos que se encontram em Regime Aberto são atendidos psicologicamente e orientados mensalmente pelas psicólogas do Conselho da Comunidade da Comarca de Ituporanga.
                  Esta atuação das psicólogas envolve a orientação psicológica, com o intuito de conhecer a história de vida do reeducando, sua carreira profissional, suas dificuldades, a qualidade do relacionamento que o reeducando estabelece com as outras pessoas e com seu núcleo familiar. Por meio destas informações, é possível mediar a ressocialização do reeducando e apontar alternativas para suas dificuldades, como o encaminhamento para recuperação de dependência química e o acompanhamento familiar. Esta experiência também tem como objetivo promover o planejamento por parte do reeducando, da forma como irá se reinserir socialmente, como irá lidar com as situações familiares e possíveis conflitos com quais se deparar, bem como, o modo que irá reingressar no mercado de trabalho e o como conduzirá suas atividades laborais.
                  Este projeto também possui a implicação e o papel de conscientização social, pois a criminalidade, ao invés de ser compreendida como uma questão de ordem somente individual, sendo conseqüência apenas de atos cometidos pelo “criminoso”, “agressor”, “infrator”, “bandido”, cabe ser considerada como um fato social, justamente por estar relacionada a aspectos que envolvem o contexto do mundo do trabalho, a formação de grupos sociais e as relações familiares. A disseminação desta filosofia é que sustenta socialmente o projeto, pois o trabalho é desenvolvido em rede, ou seja, em conjunto com a Unidade Prisional Avançada, Poder Judiciário e Municípios pertencentes à Comarca de Ituporanga.
                  Para a realização do projeto é utilizada a estrutura física da sede do Conselho da Comunidade da Comarca de Ituporanga, localizada à Rua Prefeito Vânio Collasso de Oliveira, s/n, Centro, no Município de Ituporanga-SC. Colaboram diretamente na execução desta experiência, 2 (duas) psicólogas e 1 (uma) secretária, sendo estas funcionárias contratadas pelo Conselho da Comunidade da Comarca de Ituporanga.
                  Percebe-se que através deste projeto houve diminuição notável de casos de reincidência no crime ou mesmo de regressão de regime, sendo isto apontado por avaliação do Poder Judiciário da Comarca de Ituporanga e da Unidade Prisional Avançada de Ituporanga.
                  Da mesma forma, passou a existir maior reconhecimento da importância dos atendimentos e orientações prestados aos reeducandos em Regime Aberto, sendo que o Poder Judiciário passou a determinar o atendimento psicológico mensal, efetuado pelas psicólogas do Conselho da Comunidade da Comarca de Ituporanga, incluindo-o como uma das condições do cumprimento de Regime Aberto pelo reeducando.

_______________________
Blog do Paulo Sobre o Autor do Site Site Oficial do Autor do Site